24 de abril de 2014 Home | Conte sua história | Cadastre-se | Sobre nós | Fale Conosco | Anuncie aqui
 
 
Voltar para a home do GEx
twitterFacebook    Editorial GEx
pesquisar
 
   
 
Global Explorer
 
 
Postado em 19/7/2010

Tour pela China - Pequim

Por Alice Singer


Pequim é impressionante. É preciso ficar pelo menos 5 dias por lá para conhecer as principais atrações turísticas e com o tempo corrido. Nós ficamos hospedados perto da cidade proibida e eu achei a localização ideal. Era possível ir a pé (às vezes caminhadas longas) para a Cidade Proibida, a Praça Celestial, a rua Qianmen, o lago Houhai, etc.


Principais atrações turísticas:

Cidade Proibida + Montanha de Carvão + Parque Beihai: Esse passeio é indispensável, demora umas 4h (pode demorar mais, se parar para descansar no parque, etc..). A Cidade Proibida é impressionante, e fica mais impressionante ainda quando vista de cima (na Montanha de Carvão – vale super a pena subir a montanha). O parque beihai é um dos lindos parques de Pequim, com lagos, muita gente caminhando, muita gente dançando (sim, dançando no meio do parque com música e tudo!). Esses 3 lugares são mais ou menos conectados, então é bom fazer os passeios no mesmo dia.

Ovo: o ovo é o principal centro de artes performáticas de Pequim. Vale a pena visitar para tirar fotos (a construção é linda), e se tiver tempo, vale a pena assistir à ópera de Pequim (não entendemos nada, mas foi interessante ver a maquiagem, roupas, etc). Fica próximo da praça Tiananmen. 


Vista de cima da Cidade Proibida, ao fundo o Ovo (foto tirada da montanha de carvão)

Praça Tiananmen + Mausoléu do Mao + Rua Qianmen: A praça Tiananmen (praça da paz celestial) também é essencial. Fica em frente a Cidade Proibida (é possóvel visitar os dois no mesmo dia também). O Mausoléu do Mao eu não consegui visitar, porque estava interditado, mas parece que vale a pena. Para visitar o Mausoléu é preciso levar documento com foto (no caso, passaporte) e não pode entrar com máquina fotográfica, mas eles fornecem lugar para guardar a máquina. Também tem que ter disposição para enfrentar longas filas (evite finais de semana). A Rua Qianmen é super charmosa, tem um trenzinho, várias lojinhas legais e tem também um restaurante super famoso de pato laqueado (Quan Ju De Roast Duck) – vale super a pena. 


Praça Tiananmen

Lago Houhai + Torre do Sino e Torre do Tambor + Rua Nanluguoxiang + Hutongs: O lago Houhai é lindo, e rodeado de restaurantes (vale a pena conhecer o No Name, de comida de Yunnan), perto de lá está a rua Nanluguoxiang que é muito charmosa e ótima pra comprar lembrancinhas (caderninhos, camisetas, papeis recortados, etc...). As torres do Sino e do Tambor ficam uma em frente da outra e eram importantes para avisar a população para ficar alerta em épocas de guerra. Se tiver tempo, prefira subir na torre do tambor em algum horário que tenha a apresentação.


Apresentação na Torre do Tambor

 Hutongs: Os hutongs (ruelas bem estreitas, com casas simples onde vive a população pobre de Pequim) parecem labirintos, e é ótimo para se perder. Caminhando pelos hutongs, encontrei noivas posando para fotos do álbum de casamento e restaurantes muito charmosos. É possível pegar um rickshaw (aquelas pequenas carrocinhas puxadas por bicicletas) para fazer o passeio pelos hutongs, mas negocie o valor antes – eles sempre querem se aproveitar dos turistas.


Noivos fazendo pose no meio de Hutongs

Estádios Olímpicos (Ninho do Passarinho + Cubo d’água): Os estádios e ficam ao norte da cidade (é um pouco afastado). A estação de metrô que fica lá perto está desativada, recomendo ir e voltar de táxi. O passeio é curto, é possível entrar no Ninho do Passarinho, vale a pena visitar.


Ninho do Pássaro

Palácio de Verão: é impressionante, tem que visitar. O palácio é enorme, rodeado por um lago imenso (em que é possível alugar um barquinho ou pedalinho). Fica um pouco distante do centro, mas é possível ir de metrô (leva uns 40 min da praça celestial).


Vista do imenso Palácio de Verão

Beijing Zoo: fica um pouco distante também, é possível visitar no mesmo dia do palácio de verão (já que ficam para o mesmo lado da cidade). Também da pra ir de metrô. O zoológico é fraquinho, as instalações são um pouco deprimentes, mas vale a pena para visitar os pandas e o aquário que fica dentro do zoológico. Eles cobram ingresso pra entrar no zoológico (20 yuans), cobram de novo para visitar os pandas (10 yuans), e para o aquário (110 yuans). 


Pandas no Zoológico

Templo Lama + Templo Confuncio: eu amei ambos os templos, mas se tiver pouco tempo, acho que é um passeio dispensável. Eles ficam muito próximos, e a visita dos dois templos deve durar algo em torno de 2 horas. O templo Confuncio foi um dos poucos lugares que fomos na China que estava vazio, também foi um dos poucos lugares em que existia muita explicação em inglês. O templo Lama é um templo budista, e que, apesar de lotado, transmite uma paz inigualável. Muitos freqüentadores são apenas turistas, mas muitos vão lá para rezar, que também é um ritual muito bonito (se quiser rezar também ao estilo budista, compre incensos, que são vendidos na porta do templo). 


Detalhes do Templo Lama

Templo do Céu: um dos lugares mais bonitos de Pequim. Como tudo por lá, o lugar é imenso, antes do templo, existe um parque gigante e lindo, com muita gente dançando, jogando badmington, etc. O passeio leva umas 2h pelo menos, e o parque é lindo, vale fazer um pique-nique por lá. 


Templo do Céu

Wangfujing: Wangfujing é a rua onde tem a feira noturna de comidas exóticas (lá é possível provar espetinhos de grilo, lesmas, estrelas-do-mar e qualquer outra bizarrice que se possa imaginar) – eu só tirei fotos, não comi nada não. Além de comidas exóticas a rua tem também shoppings luxuosos. Fica perto da Cidade Proibida, e a feira começa por volta das 18h.


Espetinhos de Grilo na feira noturna de Wangfujing

Muralha: a muralha é o único passeio que você não pode deixar de fazer de jeito nenhum. Próximo de Pequim tem uma parte da muralha que foi completamente reconstruída (Badalin) – não fomos lá, dizem que fica muito cheio. Fomos na parte conhecida como Simatai (uma viagem de 3 horas de Pequim). O passeio era uma caminhada de 10Km sobre a muralha e foi muito impressionante. Fechamos o passeio com um albergue que fica próximo a rua Qianmen (http://www.qianmenhostel.com/). O passeio incluía a viagem de ida e volta, o almoço e todos os ingressos que precisava durante o caminho.


Muralha da China (Simatai)

Sanlitun: Sanlitun é o bairro em que a maior parte dos estrangeiros moram. É agitado, tem muitos restaurantes bons (inclusive internacionais), muitos barzinhos, um Shopping ao ar livre bem moderno e é onde fica o Yashow Market, um dos mercados de coisas falsificadas. Em Sanlitun fica um restaurante muito bom, também de comida de Yunnan, chama-se Middle 8 (fica meio escondidinho, então peça para alguém do hotel explicar onde fica). 

Silk Market + Yashow Market: Esses são os famosos mercados que vendem muita coisa falsificada (roupas, relógios, bolsas, lenços, eletrônicos, brinquedos) e souvenirs da China (conjuntos de chá, mini guerreiros de Xian, um jogo chamado Mahjong, bonequinhas lindas, chaveiros, e etc...). Vá com tempo aos mercados, porque pra cada coisa que você quiser comprar perde-se uns 30 min barganhando (tem gente que acha divertido, mas eu acho um saco). Eles falam um preço e você fala 10% do valor que ele falou (sim, 10%). Eles ficam horrorizados e abaixam o preço, e por ai vai... Você tem que fingir que acha um absurdo o preço que ele falou, ir embora, e eles vêem atrás. Haja paciência. 

Parque do Sol e Distrito 798: não fui nesses dois lugares, mas parece que vale a pena também. O distrito 798 é como se fosse uma bienal a céu aberto. Fica um pouco distante da cidade, mas é possível ir de metrô e depois pegar um táxi. 

Continua...!

 


Especiais GEx
Dinheiro e sonhos

Dinheiro e sonhos
Balanço 2013

Carreira e Sucesso

Carreira e Sucesso
Você sabe o que é coaching?

Sustainable Cities

Sustainable Cities
Você faz a diferença!

Café Brasil

Café Brasil
Que Curso Fazer?

Especiais GEx

 
   
 
© 2014 Global Exchange. Todos os direitos reservados.